Por Otávio Augusto à Epic Play —

Vingadores: Ultimato é um dos maiores lançamentos na história do cinema mundial, batendo recordes e no momento, se encontrando no segundo lugar da maior bilheteria do mundo, ficando atrás somente de Avatar. Porém, nem tudo está sendo um mar de flores quanto ao sucesso sem precedentes do filme.

Cineastas Brasileiros expressaram descontentamento quanto a maneira que a estreia do filme da Marvel sufocou a estreia do filme nacional De Pernas Pro Ar 3, visto que Vingadores ocupou mais de 80% de todas as salas de cinema Brasileiras, e alguns cinemas exibindo somente a conclusão do UCM. Isso criou uma preocupação quanto a maneira de que os filmes estrangeiros podem afetar o desempenho de filmes nacionais.

De Pernas pro Ar 3 teve seu desempenho supostamente afetado após uma estreia limitada por conta de Vingadores.

Em resposta a isso, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, assinou nesta segunda uma cota de tela, ou seja, os cinemas brasileiros agora vão voltar a serem obrigados a exibir um determinado percentual de filmes nacionais todo ano. Os detalhes específicos da regra ainda não estão claros, especialmente o número mínimo de dias em que as salas do país vão ser obrigadas a exibir longas metragens locais. Acredita-se que irá seguir o padrão que era antigamente, onde por durante 28 dias do ano, uma sala deverá exibir uma produção local. A quantidade de longas brasileiros pode aumentar dependendo do tamanho do cinema, chegando até 24, se for no caso de um cinema com 16 salas ou mais.

Esse decreto de exibições originalmente estava em vigor até 2018, onde o mesmo por motivos não explicados não foi renovado, o que permitiu produções como Ultimato dominarem todas as salas de cinema locais.

Esqueci a Senha

Entre com seu nome de usuário ou e-mail. Você receberá pelo seu e-mail registrado um link que lhe criará uma nova senha.