Por André Eduardo Ruschel em fevereiro de 2019

Com aproximadamente 62 milhões de consoles vendidos, o NES (Nintendinho para nós brasileiros) parou de ser produzido em 1995, fechando seu ciclo com um sucesso indiscutível. Este console foi o berço de várias das maiores franquias da história dos games, que continuam influenciando o mercado até os dias de hoje. Com um domínio quase absoluto nos maiores mercados, sequer podíamos falar que havia uma guerra de consoles em sua geração. É atribuído a ele o retorno dos consumidores desacreditados após a famosa crise dos games de 1983. No Brasil, o NES só foi lançado oficialmente em 1993, sendo que aqui tivemos, em sua época, os chamados ‘famiclones’, como o Phantom System, por exemplo. O importante é que, assim como lá fora, muitos de nós puderam aproveitar várias pérolas deste grande console.

10º) Excitebike (4,16 milhões)

Lançado originalmente em 1984, chegou no mercado brasileiro pela CCE e pela Falconsoft com os nomes Excite Bike e Super Bike, respectivamente; sendo desenvolvido e distribuído pela Nintendo.

Criado pelo designer Shigeru Miyamoto, era conhecido aqui no Brasil como o jogo da ‘motinha’. O título não é tão simples quanto parece, exigindo habilidade por parte do jogador nas rampas e na dosagem do turbo, uma vez que seu uso em excesso pode causar um superaquecimento do veículo. Um destaque está no modo de jogo chamado “Design Mode”, em que podemos criar pistas; algo bastante inovador para o período de lançamento deste game.

9º) Teenage Mutant Ninja Turtles (4,17 milhões)

Lançado originalmente em 1989, na Europa chegou ao mercado com o nome Teenage Mutant Hero Turtles, sendo desenvolvido pela Konami e distribuído pela Ultra Games.

O único jogo ‘third party’ deste Top 10, não possuiu uma qualidade tão elevada. O título certamente teve seu grande sucesso devido ao fato das Tartarugas Ninjas serem extremamente populares na época em que o game foi lançado. Curiosamente, este foi o primeiro produto das Tartarugas lançados no Japão, antes mesmo do desenho animado. Os destaques de sua jogabilidade estão no fato de podermos trocar de personagem no momento que quisermos e na livre exploração de seu mapa.

8º) Zelda II: The Adventure of Link (4,38 milhões)

Lançado originalmente em 1987, chegou ao mercado brasileiro pela Playtronic com o nome Zelda II: A Aventura de Link, sendo desenvolvido e distribuído pela Nintendo.

Nesta sequência, muita coisa mudou, principalmente a visão aérea original que foi substituída pela lateral nos calabouços, misturando elementos de plataforma à formula original. Algumas novidades deste título viraram tendência no decorrer da franquia, como a barra de magia e o inimigo Dark Link. Este também é o único Zelda da franquia em que distribuímos nossos pontos de experiência para fazer Link subir de nível. Apesar de todas diferenças, vale a pena dar uma chance a este jogo, que mantém a qualidade; marca registrada da série.

7º) Dr. Mario (4,85 milhões)

Lançado originalmente em 1990, foi desenvolvido e publicado pela Nintendo.

Desenvolvido por Gunpei Yokoi, criador do Game Watch e do Game Boy, este spin-off da franquia Mario se trata de um quebra-cabeça em que precisamos eliminar três tipos de vírus, que são representados pelas cores vermelha, amarela e azul. Em sua jogabilidade, devemos combinar três unidades da mesma cor para fazer desaparecer os parasitas e assim passar para o level seguinte. Assim como outros jogos deste estilo, é viciante e torna-se bastante divertido depois que pegamos seu ritmo.

6º) Tetris (5,58 milhões)

Lançado originalmente em 1989, foi desenvolvido e publicado pela Nintendo, mas chegou a receber outras versões desenvolvidas e publicadas por outras empresas para o NES.

Tetris foi o principal título que impulsionou as vendas do início da vida do Game Boy, e no NES seu sucesso não foi muito diferente. O engenheiro da computação Alexey Pajitnov conseguiu fazer um jogo simples, atemporal e divertido até para aqueles que não gostam de videogames, que até nos dias de hoje diverte da mesma forma como no dia de seu lançamento. Caso alguém não o conheça (o que é pouco provável), seu objetivo é buscar fazer com que os blocos desapareçam após formarmos as linhas horizontais, sempre buscando evitar que as peças atinjam o topo da tela.

5º) The Legend of Zelda (6,51 milhões)

Lançado originalmente em 1986, chegou a ser lançado no Brasil pela Playtronic com o nome A Lenda de Zelda, sendo desenvolvido e publicado pela Nintendo.

Originário do instinto aventureiro de seu criador, Shigeru Miyamoto, que gostava de passear em uma caverna que ficava próximo a sua antiga casa. Este título é considerado um marco entre os RPGs de ação e entre aqueles em mundo aberto. Revolucionário também por trazer a bateria para salvar o progresso da campanha (na versão americana). Entre seu feitos, está o fato de ser o primeiro game do console a ultrapassar a marca de 1 milhão de unidades vendidas. A Nintendo sabia que estava fazendo algo memorável e o lançou em cartucho dourado, característica que virou tradição em futuros games da franquia.

4º) Super Mario Bros. 2 (7,46 milhões)

Lançado originalmente no Japão, em 1987, como Yume Koujou: Doki Doki Panic, foi convertido para Super Mario 2 (USA) quando chegou ao ocidente em 1988, sendo distribuído e publicado pela Nintendo.

Após lançada a versão de Super Mario Bros. 2 (conhecida como Lost Levels por aqui), todos o consideraram excessivamente difícil e pouco inovador para ser lançado no ocidente. A solução foi trocar os personagens do jogo Yume Koujou: Doki Doki Panic para os da turma do bigodudo, e não é que deu muito certo? O título possui muita qualidade e nele podemos jogar com quatro personagens, todos com jogabilidades deferentes. Em seu enredo, para explicar esta confusão toda, consideraram que tudo foi um sonho do protagonista.

3º) Super Mario Bros. 3 (17,28 milhões)

Lançado originalmente em 1988, chegou a ser lançado no Brasil pela Dismac com o nome de Super Mario 3, sendo desenvolvido e publicado pela Nintendo.

Presença confirmada em listas de melhores jogos de todos os tempo, Super Mario Bros. 3 simplesmente conseguiu ser um jogo incrível, em todos sentidos, para os padrões do NES. Quando o colocamos lado-a-lado com outros títulos do console, nem mesmo parecem ser da mesma geração. Neste game temos inúmeras novidades para a franquia, como o mapa, o inventário de itens e os diversos power-ups, como a famosa ‘raccoon suit’, que nos permitia voar por alguns instantes. Uma das razões de suas incríveis vendas, foi o fato de ser incluído no filme The Wizard, como forma de marketing. Obs: caso a lista não contivesse títulos que acompanhavam os consoles, este estaria em primeiro lugar.

2º) Duck Hunt (28,31 milhões)

Lançado originalmente em 1984, chegou ao mercado brasileiro pela Falconsoft com o nome de Caça ao Pato, sendo desenvolvido e publicado pela Nintendo.

Entre todos os acessório do NES, teve um que foi mais icônico que os demais, trata-se da pistola Zapper (Light Gun), muito popular no Estados Unidos no início da vida útil do console. Duck Hunt é um jogo bastante simples e repetitivo. Nele precisamos acertar na tela com a pistola visando acertar o maior número de patos possíveis, com a limitada quantidade de munição. Caso cometamos muitos erros, o cachorro caçoava do jogador. Um destaque interessante estava no fato do ‘player 2’ poder controlar o voo do pato em um dos modos do jogo.

1º) Super Mario Bros. (40,24 milhões)

Lançado originalmente em 1985, chegou ao mercado brasileiro pela Falconsoft e Dismac, como os nomes Super Irmãos e Super Mario, respectivamente; sendo desenvolvido e publicado pela Nintendo.

Não sendo apenas o jogo mais vendido do NES, mas também o game do gênero plataforma com maiores vendas de todos os tempos. Super Mario Bros. definiu como os jogos de plataforma deveriam ser, com suas boas músicas, power-ups e personagens carismáticos. Muitos o consideram responsável pelo fim da famosa crise dos videogames de 1983/1984 e pelo retorno dos consumidores no mercado de consoles caseiros. A clássica fórmula da jornada do herói foi utilizada aqui, com um enredo simples, mas que motivava o jogador a ir de encontro ao próximo castelo em busca da princesa sequestrada. Suas variações de ambientes, com fases embaixo da água, cavernas e dentro de castelos já estavam aqui. Um clássico que sempre será lembrado.

Esta foi a primeira matéria dedicada a comentar sobre os 10 jogos mais vendidos dos principais consoles que já habitaram nossos lares. Espero que tenham gostado das informações e, caso queiram, deixem nos comentários qual console você quer ver por aqui.

Caso tenha curiosidade, os 10 seguintes desta lista são:

11º) Golf (4,01 milhões);

12º) Dragon Quest III (3,87 milhões);

13º) Kung Fu (3.5 milhões);

14º) Baseball (3,2 milhões);

15º) Dragon Quest IV (3,12 milhões);

16º) World Class Track Meet (3.08 milhões);

17º) Punch Out (3,02 milhões);

18º) Metroid (2,73 milhões);

19º) Super Mario Bros. 2 (JAP) (2.65 milhões);

20º) Dragon Quest II (2,56 milhões).

Obs: As fontes utilizadas, para os números das vendas, são a revista Nintendo World Collection e o site Vgchartz.

Esqueci a Senha

Entre com seu nome de usuário ou e-mail. Você receberá pelo seu e-mail registrado um link que lhe criará uma nova senha.